Chronic toxicological effects of ultradiluted solutions of Aveloz (Euphorbia tirucalli Lineu) on healthy mice: a preliminary study

  • Marcia CBN Varricchio Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Vegetal, CCS/UFRJ; Médica Membro Titular do Instituto Hahnemanniano do Brasil. Professora da Faculdade de Medicina de Petrópolis. Membro GIRI.
  • Cristiane Pereira Faculdade de Farmácia, UFRJ
  • Fernanda Sales Estudante de graduação do curso de Biomedicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Teresa Gomes Faculdade de Biomedicina, UFRJ
  • Elaine Daudt Faculdade de Biomedicina, UNIRIO
  • Carolina Lessa Aquino Estudante de graduação da UNIRIO
  • Gleyce Moreno Barbosa Estudante de Graduação, Faculdade de Farmácia, UFRJ
  • Nelson Gomes
  • Alexandre dos Santos Pyrrho Depto. de Análises Clínicas, Faculdade de Farmácia, UFRJ
  • Paulo Eduardo Mansur Hobaica Instituto de Microbiologia, UFRJ
  • Morgana Castelo Branco Depto. de Histologia e Embriologia, UFRJ
  • Ricardo Kuster Núcleo de Pesquisas de Produtos Naturais, UFRJ
  • Carla Holandino Faculty of Pharmacy, Federal University of Rio de Janeiro -UFRJ, Rio de Janeiro
Keywords: Euphorbia tirucalli, Aveloz, toxicology, dynamized systems, latex trituration.

Abstract

The latex extracted from Euphorbia tirucalli, a plant popularly known as Aveloz, is used in complementary medicine to induce tumor regression. However, as this latex has toxic effects when administered orally in ponderal doses, the present study was designed to assess the effects of high dilutions in healthy mice over a period of 18 weeks. The Aveloz latex-high diluted solutions (latex-HD) were obtained through the interaction of two processes: 1:100 dilution in mass and succussion, using ethanol 70% as a solvent, in the homeopathic dilutions of 5, 15 and 30cH, following Farmacopéia Homeopática Brasileira. Control solutions without latex were compounded (ethanolic-HD) in the same dilutions and were administered simultaneously. The animals which received latex-HD 30cH showed a significant increase in food consumption (p < 0.05) without significant difference in weight gain. In regards to water consumption, no statistical difference was shown when different Aveloz latex-HD groups were compared, apart from the group that received 1 drop of pure latex in water, which presented a significant increase (p < 0.05) in this parameter.

Keywords: Euphorbia tirucalli; Aveloz; Toxicology; High Dilutions; Mice.
  Efeitos toxicológicos crônicos de altas diluições de Aveloz (Euphorbia tirucalli L.) em camundongos sadios: estudo preliminar.
Resumo
O látex extraído de Euphorbia tirucalli, planta conhecida popularmente como Aveloz, é utilizado em medicina complementar para induzir regressão tumoral. No entanto, como este látex tem efeitos tóxicos quando administrado por via oral em doses ponderais, este estudo foi desenhado para avaliar os efeitos de altas diluições do mesmo em camundongos sadios por um período de 18 semanas. As altas diluições do látex do Aveloz (látex-HD) foram obtidas através da interação de dois processos: diluição 1:100 em massa e sucussão, utilizando etanol 70% como solvente, nas diluições homeopáticas 5, 15 e 30cH, de acordo com a Famracopéia Homeopática Brasileira. Soluções de controle sem o látex (etanol-HD) foram compostas nas mesmas diluições e ministradas simultaneamente. Os animais que receberam látex-HD 30cH mostraram aumento significativo no consumo de alimento (p < 0,05) sem diferença significativa em ganho de peso. A respeito do consumo de água, não foram observadas diferenças significativas entre os diferentes grupos látex-HD, enquanto que o grupo que recebeu 1 gota de látex puro em água apresentou aumento significativo neste parâmetro (p < 0,05).

Palavras-chave: Euphorbia tirucalli; Aveloz; Toxicologia; Altas diluições; Camundongos.
  Efectos toxicológicos crónicos de altas diluciones de Euphorbia tirucalli en ratones sanos: estudio preliminar.
Resumen
El látex extraído de Euphorbia tirucalli, planta conocida popularmente como arbusto de goma, es utilizado en medicina complementaria para la inducción de regresiones tumorales. Como este látex produce efectos tóxicos cuando es administrado por vía oral en dosis ponderales, este estudio fue diseñado para evaluar los efectos de altas diluciones de éste en ratones sanos, durante 18 semanas. Las altas diluciones del látex de E. tirucalli (látex-HD) fueron preparadas mediante la interacción de dos procesos: dilución 1:100 en masa y sucusión, utilizando etanol 70% como solvente en las diluciones homeopáticas 5, 15 y 30cH, según la Farmacopea Homeopática Brasileña. Soluciones de control, sin látex (etanol-HD) fueron compuestas en estas mismas diluciones y administradas simultáneamente. Los animales que recibieron látex-HD 30cH mostraron un aumento significativo del consumo de alimento (p < 0,05), sin diferencias significativas de aumento de peso. Respecto al consumo de agua, no fueron observadas diferencias significativas en los varios grupos látex-HD, mientras que el grupo de recibió 1 gota de látex puro en agua presentó aumento significativo en este parámetro (p < 0,05).

Palabras-clave: Euphorbia tirucalli; Aveloz; Toxicologií; Altas diluciones; Ratones.
  Correspondence author: Carla Holandino Quaresma, cholandino@yahoo.com
How to cite this article: Varricchio MCBN, Pereira C, Sales F, Gomes T, Daudt E, Aquino CL, Barbosa GM, Gomes N, Pyrrho AS, Hobaica PEM, Branco MC, Kuster R, Holandino C. Chronic toxicological effects of high diluted solutions of Aveloz (Euphorbia tirucalli L.) on healthy mice: a preliminary study. Int J High Dilution Res [online]. 2008 [cited YYYY Mmm DD]; 7(25): 174-178. Available from: http://journal.giri-society.org/index.php/ijhdr/article/view/308/371.
 

Author Biographies

Marcia CBN Varricchio, Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Vegetal, CCS/UFRJ; Médica Membro Titular do Instituto Hahnemanniano do Brasil. Professora da Faculdade de Medicina de Petrópolis. Membro GIRI.

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Vegetal,UFRJ

Cristiane Pereira, Faculdade de Farmácia, UFRJ

Estudante de graduação do curso de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro e estagiária de iniciação científica do Laboratório de Fitoquímica do NPPN/UFRJ.

Fernanda Sales, Estudante de graduação do curso de Biomedicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Bolsista FAPERJ de iniciação científica do Laboratório de Imunologia Celular do Instituto de Ciéncias Biológicas da UFRJ.

Teresa Gomes, Faculdade de Biomedicina, UFRJ

Estudante de graduação do curso de Biomedicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro e bolsista FAPERJ de iniciação científica do Laboratório de Imunologia Celular do Instituto de Ciéncias Biológicas da UFRJ.

Elaine Daudt, Faculdade de Biomedicina, UNIRIO

Estudante de graduação do curso de Biomedicina da Universidade do Rio de Janeiro e estagiária de iniciação científica do Laboratório de Imunologia Celular do Instituto de Ciéncias Biológicas da UFRJ

Carolina Lessa Aquino, Estudante de graduação da UNIRIO

Estudante de graduação, curso de Biociéncias e bolsista FAPERJ de iniciação científica do Laboratório Multidisciplinar de Ciéncias Farmacéuticas da Faculdade de Farmácia da UFRJ.

 

Gleyce Moreno Barbosa

Faculdade de Farmácia, UFRJ

Estudante de graduação do curso de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro e estagiária de iniciação científica do Laboratório Multidisciplinar de Ciéncias Farmacéuticas.

Gleyce Moreno Barbosa, Estudante de Graduação, Faculdade de Farmácia, UFRJ

Estudante de graduação do curso de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro e estagiária de iniciação científica do Laboratório Multidisciplinar de Ciéncias Farmacéuticas

Nelson Gomes

Médico veterinário;, Mestre em Patologia Animal. Especialista em homeopatia pelo curso de Especialização do IHB.

Alexandre dos Santos Pyrrho, Depto. de Análises Clínicas, Faculdade de Farmácia, UFRJ

Doutor em Ciéncias, Professor Adjunto do Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas da Faculdade de Farmácia/UFRJ.

Paulo Eduardo Mansur Hobaica, Instituto de Microbiologia, UFRJ

Chefe do Biotério do Instituto de Microbiologia Prof, Paulo de Góes.

Morgana Castelo Branco, Depto. de Histologia e Embriologia, UFRJ

Doutora em Ciéncias, Coordenadora do Laboratório de Imunologia Celular, Depto. de Histologia e Embriologia, ICB/CCS/UFRJ

Ricardo Kuster, Núcleo de Pesquisas de Produtos Naturais, UFRJ

Coordenador do Laboratório de Fitoquímica do Núcleo de Pesquisas de Produtos Naturais, CCS/UFRJ.

Carla Holandino, Faculty of Pharmacy, Federal University of Rio de Janeiro -UFRJ, Rio de Janeiro

DSc; BC Homeopathy. Department of Medicines, Faculty of Pharmacy, UFRJ. Laboratório Multidisciplinar de Ciéncias Farmacéuticas.

Published
2008-11-13
Section
Basic Research (Biology)