Modeling physical-chemical properties of High Dilutions: an electrical conductivity study

  • Carla Holandino Rio de Janeiro Federal University - UFRJ
  • Rafael Harduim Rio de Janeiro Federal University - UFRJ
  • Venício Feo da Veiga Rio de Janeiro Federal University - UFRJ
  • Sheila Garcia Rio de Janeiro Federal University - UFRJ
  • Carlos Renato Zacharias Sao Paulo State University -UNESP
Keywords: electrical conductivity, high dilutions, distilled water, modeling, physics

Abstract

The most common way to perform succussions is to place a liquid preparation inside a glass vessel and beat it vigorously against a hard elastic surface, either manually or using a mechanical apparatus. This procedure has been assumed able to transfer mechanical energy to the molecular level, where it becomes available to perform chemical work. Such interpretation has been enforced by observed changes in the electrical conductivity (EC) of High Dilutions (HD) due to succussion. In order to address this question, we compared the electrical conductivity changes of HD prepared from Vincristine sulfate (VCR) samples with those of an inert solvent. Samples were produced through manual and mechanical succusions in order to observe the influence of bubbles production. The results confirmed the timing of EC changes but these were equivalent for VCR and solvent, except for VCR 1cH samples. Also, the production of bubbles does not affect the EC in an extent able to distinguish succussion procedures. We concluded that the physical-chemical properties of HD can be modeled by chemical and diffusive mechanisms typical of distilled water.

Keywords: Succussion, electrical conductivity, high dilutions, distilled water, modeling.
  Modelagem de propriedades físico-químicas das Altas Diluições: o estudo da condutividade elétrica
Resumo
A maneira mais comum de realizar sucussões é manter uma preparação líquida dentro de um frasco de vidro, e agitá-la violentamente usando um dispositivo mecânico ou batendo-a, manualmente, contra um anteparo rígido, porém elástico. Este procedimento tem sido interpretado como um mecanismo capaz de transferir a energia mecânica da agitação, para níveis moleculares, onde ela se tornaria disponível para a realização de trabalho químico. Tal interpretação tem sido estimulada pela observação de alterações na condutividade elétrica (CE) de Altas Diluições (HD), devido à sucussão. Visando modelar esta questão, comparou-se a alteração da CE de amostras preparadas a partir de Sulfato de Vincristina (VCR) com amostras equivalentes (controle) preparadas apenas com o solvente água destilada. As amostras foram produzidas por sucussão mecânica e manual, a fimd e observar a influéncia da produção de bolhas. Os resultados confirma que a CE varia com o tempo, porém tais variações são equivalentes para VCR e controle, exceto para as amostras VCR 1cH. Também, a produção de bolhas não afeta a CE de forma a permitir usá-la para distinguir os diferentes procedimentos de sucussão. Concluimos que as propriedades físico-químicas da HDs podem ser modeladas por mecanismos químicos e difusivos, típicos para a água destilada.

Palavras-chave: Sucussão, condutividade elétrca, altas diluições, água destilada, modelagem.
  Modelo de propiedades físico-químicas de las Altas diluciones: un estudio de la conductividad eléctrica
Resumen
La manera más común para llevar a cabo sucuciones es mantener una preparación líquida dentro de un recipiente de vidrio, agitando violentamente utilizando para esto un aparato mecánico, o golpes manuales contra una superfície dura mas elástica. Este procedimiento ha sido interpretado como un mecanismo capaz de transferir la energía mecánica a nivel molecular, donde es posible realizar el trabajo químico. Tal interpretación ha sido estimulada por los cambios observados en la conductividad eléctrica (CE) de las Altas diluciones (HD), debido al procedimiento de la sucucion. A fin de abordar este punto, se compararon los cambios en la conductividad eléctrica de HD preparadas a partir de Sulfato de Vincristina (VCR) con muestras de solvente inerte. Las muestras fueron producidas a través de sucuciones mecánicas y manuales, con el fin de observar la influencia de la producción de burbujas. Los resultados confirmaron el cambio em la CE, pero estos cambios fueron equivalentes para VCR y solvente, con excepción de las muestras VCR 1cH. Asimismo, la producción de burbujas no afecta la CE en una medida capaz de distinguir las diferentes maneras de sucución. Concluimos que las propiedades físico-químicas de HD pueden ser modeladas por mecanismos químicos y difusivos típicos del agua destilada.

Palabras-clave: Sucución, conductividad eléctrica, alta diluciones, agua destilada, modelo.
  Correspondence author: Carlos Renato Zacharias, zacha@feg.unesp.br
How to cite this article: Holandino C, Harduim R, Veiga VF, Garcia, S. Zacharias CR. Modeling physical-chemical properties of High Dilutions: an electrical conductivity study. Int J High Dilution Res [online]. 2008 [cited YYYY Mmm DD]; 7(25): 165-173. Available from: http://journal.giri-society.org/index.php/ijhdr/article/view/319/375.